Você nunca sabe a força que tem até que ser forte é a sua única alternativa

Adriana Rezende, recebeu uma notícia que mudaria a sua vida da noite para o dia. Ela precisava de um transplante de fígado, algo que nunca imaginava que pudesse acontecer com ela. Hoje ela considera o que aconteceu um aprendizado e valoriza cada momento de sua vida.

Era final de fevereiro de 2013, eu tinha acabado de voltar de férias e notei que meus olhos estavam meio amarelos. Fiquei preocupada e fui ao pronto-atendimento de um hospital. O médico falou que era sintoma de hepatite e que iria pedir uns exames para confirmar e era para voltar depois com os resultados.
Quando voltei, ele olhou os exames, e disse que deu negativo para hepatite, mas teria que me internar, pois os meus exames estavam todos alterados. Fiquei 10 dias internada, e piorei muito, mas não descobriram o que eu tinha. Foi aí que o Hospital Nossa Senhora das Graças entrou na minha vida, pois acabaram me transferindo para lá.

O HNSG na minha vida

Fui muito bem recebida no hospital pela Dra Juliana, que me disse que iriam fazer vários exames pra descobrir o que eu tinha, e eu ficaria bem. Mas a essas alturas já estava muito debilitada e parecendo um canarinho. Inteira amarela, já não lembrava de muita coisa, pois estava com encefalopatia.

Os médicos entraram no quarto com a notícia. Eu tinha uma doença autoimune, que se agravou pelo uso de medicamentos sem orientação médica. Tinha o costume de tomar remédios para emagrecer, suplementos… o que causou uma insuficiência hepática grave, e que precisaria de um transplante de fígado.

A notícia que precisaria ser transplantada, caiu como uma bomba na minha vida e da minha familia. Foram momentos de muita dor, desespero, angústia, pois sabemos que as pessoas morrem na fila a espera de um doador e eu não teria tempo para esperar, meu estado era muito grave. Devido à gravidade fui colocada em primeiro lugar na fila de transplante, e graças à Deus e a Nossa Senhora, consegui um doador em menos de 24 horas.

Lembro como se fosse hoje, a Dra Claudia entrou no quarto e disse que já tinha um doador para mim e que se estivesse tudo certo o transplante iria acontecer naquele mesmo dia. Não consigo explicar o que senti nesse momento, foi um misto de emoções – estava aliviada por conseguir um doador, mas com muito medo da cirurgia.

Quando a enfermeira veio me buscar para ir ao centro cirúrgico, liguei para minha filha, para contar que iria fazer o tranplante e que logo estaria bem de novo. Meu marido e meu pai foram comigo até a porta do centro cirúrgico. Me despedi deles e entrei com o coração apertado.

Enquanto o médico me preparava para a cirurgia e disse que iria me anestesiar, lembro de pedir à Deus que segurasse na minha mão e que permitisse que eu acordasse dessa cirurgia. Sabia que era muito grave e eu tinha muito medo de morrer, e podem acreditar, naquela hora eu senti a presença de Deus muito forte, eu sabia que ele estava ali comigo. Tudo deu certo e quando eu acordei na UTI, sabia que o pior já tinha passado e eu tinha conseguido.

Minha mensagem

Você nunca sabe a força que tem até que ser forte é a sua única alternativa, e eu fui muito forte. Graças a Deus e a equipe do hospital deu tudo certo. Nasci de novo, ganhei uma segunda chance para viver e aproveito cada dia como se fosse o último! Eu estou aqui, graças a solidariedade de uma família que em um momento de dor teve compaixão com o próximo, doando os órgãos de um ente querido.

Agradeço à Deus pela minha vida. À família do doador a palavra é GRATIDÃO ETERNA, muito muito obrigada por tudo … e quanto ao meu doador, desejo e peço que ele esteja ao lado do Senhor, pois foi um anjo que salvou a minha vida! Então seja você também um doador, doe orgãos e ajude a salvar vidas!


Importante!
Os comentários publicados nessa área do site, não representa, obrigatoriamente, a opinião do Hospital Nossa Senhora das Graças. Os textos publicados através desse sistema são de exclusiva, integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O Hospital Nossa Senhora das Graças reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou, de alguma forma, prejudiciais a terceiros. Da mesma forma, informamos que comentários que exponham dados pessoais e clínicos dos pacientes poderão ser moderados no intuito de preservar a privacidade dessas informações. Reforçamos que os comentários que apresentarem caráter promocional não serão publicados.