Nunca Desista De Viver

Nunca desista de viver

Qual o tamanho do seu problema? Ele tem o tamanho que você der a ele, é o que acredita a jovem Luciana Kele Dorini, de 36 anos. Convivendo desde criança com uma malformação arteriovenosa, passando por momentos felizes e outros difíceis, mostra que apesar de qualquer problema a vida tem tudo para ser maravilhosa. Não deixe de ler esta história de superação repleta de batalhas vencidas que ela presenteia a todos nós.

O HNSG na minha vida

Sou a Lu Dorini, tenho 36 anos, sou contadora pública, professora universitária e tenho uma vida repleta de batalhas vencidas. Quando nasci, tinha uma manchinha muito pequena no rosto, como se fosse uma picada de inseto que não preocupava ninguém, era “uma manchinha de nascença”. Com oito meses, meus primeiros dentinhos começaram a nascer, e tive uma hemorragia importante na gengiva.

Em meio a esses primeiros anos, a manchinha foi crescendo e a maratona pelos médicos começou. Descobri que tinha um hemangioma cavernoso na face. Até então o meu problema resumia-se à estética, e embora não fosse fácil para uma menina sentir-se diferente das demais, levei uma vida completamente normal até os meus 13 anos. Eu fazia ginástica olímpica, jogava vôlei, vida agitada de adolescente…

Infelizmente, mais tarde, em uma cirurgia que até então deveria ser simples para a retirada do hemangioma, foi descoberto da pior forma, que na realidade, tratava-se de um hemangioma arteriovenoso, conforme a denominação da época.

O meu problema era muito mais sério, pois este tipo de hemangioma é nutrido por artérias. Tive então que iniciar a busca por novos tratamentos. Aos 16 anos, depois da minha primeira arteriografia, fui informada que qualquer forma de tratamento me traria risco de morte. Desde então, deixei o quesito “estético” de  lado e resolvi que não queria mais conhecer médicos, nem clínicas, só queria prosseguir o meu caminho com fé, saúde, família e muita felicidade. E continuei minha vida trabalhando, estudando e namorando, como qualquer jovem da minha idade.

Porém, um certo dia, prestes à minha formatura de graduação em Ciências Contábeis, tive um sangramento incessante na gengiva e aí fui encaminhada às pressas para Curitiba, aos cuidados do Dr. Ricardo Moreira. Por ele fui apresentada ao Dr. Lauro Araki, que me acompanha até hoje. Desta primeira internação fui liberada para participar da cerimônia da minha formatura, já que era a oradora da turma mas com a condição de voltar e realizar a cirurgia já agendada.

Voltei à Curitiba na data marcada. No entanto, precisei fazer uma parada estratégica em Guarapuava, para fazer o exame de suficiência, prova requerida para poder exercer minha profissão. Foram duas vitórias numa só viagem: Fui aprovada no exame e a cirurgia foi um sucesso. Porém, a maior vitória naquele momento, foi ter recobrado a confiança na medicina.

Ao longo do tempo, lamentavelmente, tive vários sangramentos na gengiva e por rompimento de pele também. Precisei fazer várias arteriografias, embolizações e mais algumas cirurgias. Apesar de tudo, em todas as ocasiões mais difíceis, minha família e eu, tivemos a certeza que não estávamos sozinhos, que além do amor de Deus, tínhamos o carinho, a dedicação e a segurança de uma equipe de profissionais que amam o que fazem e respeitam a dor de seus pacientes.

No momento que julgo mais crucial do meu tratamento, conheci o Dr. Márcio Miyamotto, responsável pela embolização que precedeu a cirurgia de maior impacto em minha vida. Ao que me lembro, nesse internamento, conversei duas ou três vezes com ele, e depois disso continuei o acompanhamento com o Dr. Lauro, meu anjo amigo de todas as horas.

Depois desse momento tão difícil eu fiquei muito fragilizada. Nesse período, minha preocupação era totalmente, saúde, saúde, saúde e nada de sangramentos. Mesmo assim, saí da casa dos meus pais e fui morar sozinha numa cidade desconhecida, pois passei num concurso para ser contadora de uma prefeitura da região, pois apesar dos nossos problemas a vida precisa seguir seu curso.

Passei alguns anos somente controlando a evolução do meu quadro, e em uma de minhas consultas fiquei sabendo que o Dr. Márcio queria me rever.

Eu não imaginava que ele ainda lembrasse da “Luciana”, no entanto ao chegar em seu consultório, Dr. Márcio me disse que quando me conheceu sentiu uma grande empatia por mim e por isso estava em busca de um tratamento para me proporcionar, não um milagre, mas uma melhor qualidade de vida. Com muito medo, mas encorajada por meus familiares, amigos, e também pelos meus médicos, eu resolvi fazer o tratamento indicado por ele. Entre lágrimas e muitos sorrisos, fiz cinco embolizações com onyx, um tratamento inovador na área das anomalias vasculares. Foi então que conheci melhor a equipe da hemodinâmica do HNSG e também o Dr. Carlos Abath que conduziu todos os procedimentos junto ao Dr. Márcio. Por toda essa equipe, tenho uma enorme admiração.

Após esse tratamento, como prometido, minha qualidade de vida melhorou muito, muito mesmo, minha autoconfiança renasceu e minha alegria de viver aumentou ainda mais. Hoje eu canto, danço e viajo muito, sem medo de ser feliz. Ah, e o mais importante tenho mais um anjo amigo em minha vida, o Dr. Márcio, que entende os meus medos exacerbados e que me socorre a qualquer tempo.

Foram 19 procedimentos cirúrgicos, dentre os quais 15 foram realizados com muito sucesso no HNSG. Essa é minha história, e meio cada dificuldade, aprendi que Deus sempre nos presenteia. Em cada episódio eu ganhei uma amiga.

Minha mensagem

Se você está com algum problema de saúde, têm um problema estético ou algo semelhante, aos olhares indiscretos e às perguntas absurdas só responda: eu me amo e amo a minha vida. Às questões de saúde diga: eu tenho um grande Deus, médicos maravilhosos e vou superar todas as dificuldades. E às suas dúvidas pessoais, uma única afirmação: estou vivo e mereço ser feliz.

A vida continua, e a cada amanhecer nasce uma nova oportunidade. Abrace cada novo dia, abrace cada nova oportunidade e nunca desista de viver, nunca desista de fazer feliz quem o ama, nunca desista de lutar e vencer.

Em todos os momentos sempre há um lado bom. Na minha vida, tenho certeza, o lado triste é muito menor que o lado colorido, divertido e suave.

Há poucos dias criei um blog para compartilhar um pouco das minhas experiências (http://hemangioma-so-um-detalhe.webnode.com). Quero muito mostrar à todos que têm problemas semelhantes ao meu, que a vida vale a pena, que a vida é uma grande dádiva.

Por todas as novas oportunidades quero agradecer… Muito obrigada especial à minha família que são meus heróis, aos médicos, dentistas, microfisioterapeutas, que me acompanham por toda a vida e aos amigos de perto e de longe por todo o apoio, carinho e compreensão. À toda equipe do HNSG sendo de enfermagem, anestesia, administração, cozinha ou limpeza muito obrigada pela solicitude, e aos meus queridos Lauro Araki e Márcio Miyamotto um agradecimento todo especial pela mão amiga sempre a me amparar.


Importante!
Os comentários publicados nessa área do site, não representa, obrigatoriamente, a opinião do Hospital Nossa Senhora das Graças. Os textos publicados através desse sistema são de exclusiva, integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O Hospital Nossa Senhora das Graças reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou, de alguma forma, prejudiciais a terceiros. Da mesma forma, informamos que comentários que exponham dados pessoais e clínicos dos pacientes poderão ser moderados no intuito de preservar a privacidade dessas informações. Reforçamos que os comentários que apresentarem caráter promocional não serão publicados.