A Vida Com Outro Olhar

A Vida Com Outro Olhar

Um sorriso que não cabe rosto, e a alegria de viver que encanta a todos por onde passa. Talvez quem a conhece hoje não imagina tudo o que passou. Esta é a jovem Rosimeire Nogueira do Nascimento, de 33 anos, que depois de passar por um transplante de fígado às pressas enquanto estava em coma, vê a vida com outros olhos.

O HNSG na minha vida

Foi em 2011 que tudo começou. Fiquei doente durante três anos. Sentia fraqueza, perdi muito peso, e tive que parar de trabalhar. Não tinha forças nem para segurar a própria filha no colo, não conseguia andar, não tomava banho mais sozinha, e a minha família vivia preocupada.Após ser internada por várias vezes, e realizar vários exames, o único diagnóstico era que eu tinha anemia hemolítica. Em 2013, passei muito mal e uma médica abençoada disse que poderia ser algum problema relacionado com o fígado e por isso tive que ficar 15 dias internada.Foi então que o Hospital Nossa Senhora das Graças entrou na minha vida. Tive que ser transferida de última hora para o HNSG. Ainda na ambulância, ouvia uma voz falando comigo. “Você vai conhecer a equipe médica, vai dormir um lindo sono, e vai descansar no meu jardim. Quando acordar vai estar tudo bem, eu vou usar as mãos deles para fazer o milagre, e quando acordar vai perceber o que eu fiz”. E eu realmente percebi.

Quando cheguei ao hospital me lembro de conhecer a equipe médica. Passei um dia no quarto e minha família me disse que comecei a perder os sentidos e entrei em coma, precisando ser transferida imediatamente para a UTI.Durante esse período os médicos falaram para minha família que eu não estava reagindo ao tratamento, e que precisaria de um transplante de fígado. Segundo os médicos eu aguentaria três dias, pois estava tendo morte encefálica.Minha família se desesperou com a notícia, pois nunca haviam pensado nisso, e não conheciam nenhum caso assim. O que os ajudou a se manterem firme, foi a fé. A cada diagnóstico recebido eles oravam. Todos os dias se reuniam em família,com amigos,desconhecidos ,pessoas que só conheci depois de algum tempo.Nesse período,minha situação era de mal a pior, pois me encontrava em coma hepático e desse coma é difícil sair, e sem algum tipo de sequela então, é um milagre. Com apenas seis horas de vida apareceu um doador. Creio que foi um milagre já que o tempo de cirurgia era esse.Quando acordei, percebi que ainda estava no UTI. Fui levada para o quarto e a enfermeira me disse: “Vamos fazer o curativo?”. E eu disse: “Do que?”. Minha mãe respondeu: “Da cirurgia do transplante que você fez”. Levei o maior susto quando vi aquele corte na minha barriga.

Eu não entendia muito sobre transplante, nunca busquei saber sobre o assunto. E quando descobri o que uma família fez por mim, foi lindo, saber que eu só estou viva por Deus e uma família que realmente ama o próximo. Isso que é amor de Deus.Meu tratamento e minha cirurgia foram um sucesso que segundo os médicos, foi só colocar o novo fígado e já funcionou perfeitamente. E que até acordei antes da hora.Hoje estou muito bem de saúde, aprendi a valorizar a vida, sonhar, planejar, viver sem reclamar, sou muito feliz. A marca que ficou na minha barriga , foi um “v” de vitória, que vou levar comigo enquanto eu viver.

Minha Mensagem

Se você esta passando por uma situação assim, creia, confie que Jesus pode te ajudar e que não há vitoria sem lutas.Deus tem um propósito em todas as vidas, inclusive na sua. A palavra de Deus para nós era essa:“Clama a mim,e responder-te-ei e anuncia-re-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes”. (Jeremias 33.3)Era algo que só Ele sabia que ia acontecer,por isso a minha família descansou no Senhor e esperou Deus fazer o milagre.


Importante!
Os comentários publicados nessa área do site, não representa, obrigatoriamente, a opinião do Hospital Nossa Senhora das Graças. Os textos publicados através desse sistema são de exclusiva, integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O Hospital Nossa Senhora das Graças reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou, de alguma forma, prejudiciais a terceiros. Da mesma forma, informamos que comentários que exponham dados pessoais e clínicos dos pacientes poderão ser moderados no intuito de preservar a privacidade dessas informações. Reforçamos que os comentários que apresentarem caráter promocional não serão publicados.