• PA Pediátrico é de 51min | PA Adulto é de 01h12min
  • Aconteceu

    Cirurgiã do HNSG é a primeira mulher do Sul do País a realizar cirurgia robótica de fígado

    A cirurgia realizada pela Dra. Micheli Fortunato contou com a supervisão do também cirurgião do aparelho digestivo, Dr. Eduardo Ramos.

     

    A cirurgiã do aparelho digestivo do Hospital Nossa Senhora das Graças, Dra Micheli Fortunato, é a primeira médica mulher a realizar cirurgia robótica de fígado do Sul do país.

    A cirurgia  foi uma hepatectomia direita robótica em paciente adulto, ou seja, retirada de tumor localizado ao lado direto do fígado, que contou com a supervisão do também cirurgião do aparelho digestivo, Dr. Eduardo Ramos.  Ambos fazem parte do corpo clínico do HNSG e do Centro de Cirurgia, Gastroenterologia e Hepatologia (CIGHEP).

    A médica foi considerada a primeira mulher a realizar essa modalidade de cirurgia robótica, após uma pesquisa realizada com cirurgiões de todo o país, que atuam nessa especialidade. “Temos diversos grupos de cirurgiões, sendo um com mais de 200 cirurgiões do país todo que trabalham com fígado e pâncreas e fazem parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Hepatopancreatobiliar. Conversamos com os maiores centros que fazem cirurgia robótica, sem relatos de hepatectomia direita robótica feita por mulher. Faço ainda, parte de um grupo de cirurgiãs mulheres do Brasil todo, são quase 150 mulheres e algumas estão fazendo cirurgia bariátrica, hérnias, cirurgia de cólon, mas nenhuma fez uma hepatectomia, ainda”, conta a médica.

    Assim que soube desse reconhecimento, a especialista disse que sentiu orgulho, por ver que toda a sua dedicação está sendo traduzida em bons resultados, com a realização de uma cirurgia tão complexa, com tecnologia de última geração. “A importância dessa cirurgia reflete não apenas uma realização pessoal, mas de uma sociedade de mulheres que vem cada vez mais conquistando seu espaço. Me sinto muito honrada por ser mulher e fazer parte dessa história, assim como diversas mulheres que já realizaram feitos magníficos na medicina”, afirma a Dra Micheli.

    Os procedimentos de fígado e pâncreas são considerados de alta complexidade e com o auxílio da robótica é possível oferecer ao paciente mais segurança e recuperação precoce. No HNSG, a equipe médica do CIGHEP é comprometida em oferecer as opções mais avançadas no tratamento de doenças do fígado, já tendo realizado a média de 40 casos de ressecção de fígado e pâncreas com o robô Da Vinci Xi e mais de 700 cirurgias dessa área, por via aberta e laparoscópica. Os pacientes são atendidos por uma equipe multidisciplinar que envolve cirurgiões gastroenterologistas, oncologistas, endoscopistas, patologistas e demais especialidades.

    Por Mônica Neves, em 06/09/2023.

    Voltar