Mater Dei lança Cartilha de Cuidados e Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente

Guia prático vai ajudar as mães adolescentes durante o processo de maternidade.

A Mater Dei, maternidade que mais faz partos pelo SUS no Paraná, acaba de lançar a sua primeira cartilha de cuidados e garantia de direitos da criança e do adolescente.

O material é um guia, com dicas de profissionais da maternidade, que será entregue de forma gratuita às pacientes adolescentes e suas famílias. Por mês, mais de 350 partos são realizados na Mater Dei, sendo que 10% são de mães adolescentes. “Quando a mãe está internada ela recebe muitas orientações e informações ao mesmo tempo. Ela fica internada em média 48 horas e nem sempre consegue guardá-las por estar emocionada, ligada ao bebê. Fizemos esse material para que ela também possa levar para casa quando surgirem dúvidas”, afirma a Diretora Geral da Mater Dei, Ir. Iracema Vujanski.

Como cuidar do bebê, da higiene, da alimentação e como a mãe deve continuar se cuidando após o parto, quais exames, vacinas que o recém-nascido são alguns dos temas abordados na cartilha.

O lançamento da cartilha foi feito online, via ferramenta zoom e página do facebook da maternidade, e contou com a presença da diretora Geral da Mater Dei, Ir. Iracema Vujanski e da pediatra e coordenadora da UTI neonatal, Dra. Telma Mara Tylinski Sant`Ana, que fez uma uma breve explicação sobre os diversos abordados na cartilha. Na ocasião, foi feito um agradecimento a todos que colaboraram para sua concretização, entre colaboradores da maternidade e, também, a Fundação de Ação Social (FAS), que, por meio de chamamento público, possibilitou que o material fosse desenvolvido.

Sobre a Mater Dei

Administrada pelo Grupo Hospitalar Nossa Senhora das Graças, a Maternidade Mater Dei, é uma instituição filantrópica, que há mais de 50 anos presta atendimento nas áreas de ginecologia, obstetrícia e UTI Neonatal à população menos favorecida de 25 unidades básicas de saúde de Curitiba e 9 unidades da Região Metropolitana, exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Voltar