HNSG participa de leilão beneficente com produtos de artistas

Entre os produtos leiloados estão violões autografados por artistas como Daniel, Zezé Di Camargo e Luciano, e Paula Fernandes.

No próximo domingo (20), o Unidos pela Vida Curitiba, vai realizar um Leilão Beneficente Online, que busca beneficiar cinco hospitais filantrópicos da capital, que possuem até 100% do atendimento destinado aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre os produtos estão violões autografados pelos cantores sertanejos Zezé Di Carmargo e Luciano, Daniel e Paula Fernandes; bolas e camisas autografadas de times de futebol paranaenses; luvas e itens colecionáveis autografados pelos lutadores brasileiros de MMA, Cris Cyborg – campeã do UFC, Strikeforce e Invicta FC; e Cezar Mutante, lutador do UFC e campeão do The Ultimate Fighter; telas de artistas plásticos brasileiros, como Calderari e Mário Beckmann Rubinski, capacete autografado por Ricardo Landi, além de outros itens do automobilismo

Os hospitais que serão beneficiados são o Hospital Nossa Senhora das Graças, Maternidade Mater Dei , Santa Casa de Misericórdia de Curitiba e Hospital Maternidade Madalena Sofia e Hospital Maternidade Mater Dei. A ação acontece exclusivamente pela plataforma on-line https://www.kronbergleiloes.com.br/ e todas as doações serão revertidas para o combate à pandemia da Covid-19.

O leilão foi planejado em conjunto, mas cada hospital terá seus próprios produtos e o valor arrecadado será individual. Os produtos já estão disponíveis previamente com os valores na plataforma, divididos em três lotes:

LOTE 1 https://bit.ly/2K6Z1PJ
LOTE 2 https://bit.ly/3mk06Rk
LOTE 3 https://bit.ly/2KskNgp

Sobre o Unidos pela Vida Curitiba

O Unidos pela Vida surgiu da união dos Hospitais Filantrópicos de Curitiba, que resolveram juntar forças em favor da vida para melhor enfrentar a COVID-19, sem prejudicar o atendimento a todos aqueles que precisam de cuidados médicos hospitalares.

Nos últimos meses, os Hospitais estão passando um momento delicado, deparando-se com uma nova realidade de atendimento, em que está sendo necessário capacitar constantemente suas equipes, utilizar equipamentos de proteção em quantidades nunca antes necessárias, paralelo à mudança do perfil de atendimento dos Hospitais e o aumento desenfreado no custo de insumos hospitalares vitais para o enfrentamento da doença.

Voltar