Classificação de risco

Mensalmente mais de 4 mil crianças e mais de mil adultos procuram o pronto atendimento do HNSG para consulta. Para aprimorar a segurança e qualidade do serviço, o Graças implantou um protocolo para classificação de riscos, que define a prioridade clínica de cada paciente. A triagem acontece a partir do momento que o paciente chega ao Hospital e realiza cadastro. Sua queixa então é analisada e são aferidos os dados vitais – pressão, temperatura, frequência respiratória e oxigenação; Este atendimento é feito de forma rápida e idêntica ao atendimento do paciente conforme o risco em que se enquadra.

Classificação:

EMERGÊNCIA: Ameaça iminente à vida ou sofrimento intenso, havendo necessidade de tratamento médico imediato.

MUITA URGÊNCIA: Requer assistência médica imediata, com ou sem risco potencial de morte.

POUCA URGÊNCIA: Baixo risco de agravo à saúde.

CONSULTA SIMPLES: Não há risco ao paciente.

Com a classificação os pacientes também ficam mais seguros, e tem uma previsão média do tempo para seu atendimento, diminuindo a expectativa durante a espera.

Voltar